Quando utilizamos ferramentas, aplicativos e recursos tecnológicos, muitas vezes não percebemos exatamente como funcionam, apenas usamos de forma simples e atenta às nossas necessidades imediatas. Por esta razão, vamos mostrar aqui como funciona a camada de trânsito do Google Maps.

 

Pesquisa por rota simples

Se necessitamos fazer uma busca de rota para um trecho simples e direto, onde encontra-se diversas formas de modais como opção, o Google Maps apresenta resultados diretos. Por exemplo, de nossos trabalhos anteriores, encontra-se rotas simples e diretas em pesquisas entre “Curitiba – Paranaguá”, “Curitiba – Guaratuba”.

Exemplo de rota simples, onde utiliza-se apenas uma linha de ônibus para o trecho. No exemplo, duas opções de trajetos, por diferentes empresas.

 

Pesquisa por rota complexa

Realizando uma busca por uma rota com menos acesso ou com a falta de ligação direta via transporte público, o Google Maps exibe resultados de conexão. Isso significa que a ferramenta irá traçar a rota utilizando as opções de trânsito disponíveis entre o ponto de partida e destino, exigindo a utilizando de mais de uma linha e em muito casos, mais de uma empresa para o deslocamento.
Por exemplo: De Barracão-PR para Santo Antônio da Platina-PR, o Google Maps sugere que é necessário utilizar de 3 a 5 linhas de ônibus, dependendo do horário da partida, para chegar ao destino.

Exemplo de rota de conexão. O que antes era improvável aos usuários, hoje é uma possibilidade.

 

Descobrir uma linha através do ponto de ônibus

Uma outra forma de explorar rotas é através dos pontos de ônibus exibidos no mapa. Em uma busca visual, o usuário pode encontrar o ícone de ponto de ônibus e clicar sobre ele para descobrir quais linhas de ônibus atendem aquela localidade e de onde partem.
Para pequenos municípios e distritos, esta é uma excelente alternativa para colocar no mapa a rodoviária local, que normalmente é de difícil localização na internet.

 

Explorando as informações de Transporte Público

Não é apenas a informação de pontos de parada, linhas e rotas que o Google Maps apresenta em sua camada de Trânsito. Outras ferramentas e informações estão disponíveis para melhorar os resultados de busca e a experiência do usuário.

Detalhes: Ao clicar sobre o link “detalhes” sob as informações da rota que está visível no mapa, abre-se um leque de opções. Além das estações de partida e chegada e seus respectivos horários, há também informações complementares como a quantidade de pontos de parada intermediários entre a partida e chegada e os horários executados nestes locais. Outra informação exibida aqui é sobre a empresa operadora do trecho exibido, como seu nome, telefone, website e compra de passagens. É neste momento que o usuário irá saber qual é a empresa que atende o trecho escolhido e terá a oportunidade de efetivar a compra de suas passagens a partir da sua pesquisa pela rota.

Mapa de cronogramas: outra ferramenta de grande utilidade na pesquisa é o mapa de cronogramas. Ele é um quadro de horários de todas as linhas e opções disponíveis para o trecho pesquisado, mostrando em ordem cronológica a partir da data da pesquisa todos os horários disponíveis no calendário. É uma maneira simples e prática de consultar todos os horários de partida disponíveis para aquele trajeto.

Escolher horários de partida e chegada: Há ainda uma opção que permite escolher o horário de partida ou mesmo o de chegada. Por exemplo: se você fizer uma pesquisa por rotas às 21 horas, mas deseja viajar pela manhã do dia seguinte, basta ir na opção de horários e selecionar um horário logo pela manhã do dia seguinte. O Google então passará a exibir apenas os horários a partir do horário desejado.
O mesmo ocorre caso você deseje visualizar apenas os horários baseados no horário de chegada. Se há um compromisso em outra cidade no dia seguinte à tarde, então você pode escolher, por exemplo, 14 horas como horário de chegada e o Google Maps irá mostrar todas as opções de rotas que cheguei ao destino até o horário selecionado.

 

Opções adicionais para Smartphones

Salvar rota, criar atalho e compartilhar

Explorando toda a capacidade de localização e navegação de um dispositivo móvel, o aplicativo do Google Maps oferece algumas opções extras para facilitar o uso da rota.

Com o aplicativo do Google Maps nativo para Android, é possível salvar a rota offline para posterior consulta e acesso durante um período sem conexão com serviço de internet e também de criar um atalho na tela inicial do dispositivo, simplificando o retorno à rota previamente selecionada.
Ainda é possível compartilhar a rota criada no aplicativo com outras pessoas através de diversos meios, seja por e-mail, WhatsApp, Facebook e tantos outras opções.

 

Navegação GPS para transporte público

Recentemente o Google lançou uma excelente atualização permitindo que rotas através de transporte público também possam utilizar o navegador ponto a ponto do GPS, assim como ocorre em rotas navegáveis de automóvel. Basta escolher a rota via transporte público e clicar no botão Iniciar que imediatamente o GPS irá conduzir a pessoa durante o seu trajeto, auxiliando inclusive, no momento do desembarque do veículo, alertando o usuário que o seu ponto de desembarque está próximo.

 

É por isso que estar presente no Google Maps é ampliar a presença de sua empresa e expandir a integração entre o transporte público do Brasil no Google.

Fique atento, esta página estará em constante atualização, sempre que novos recursos forem implementados.